Arquiteto Versátil: Novembro 2016

25 de novembro de 2016

Calvin Seibert e seus Surpreendentes Castelos de Areia


Toda criança, sem exceção, imagino, já fez ou fará em algum momento de sua vida um castelo de areia.

Eu já tentei várias fazer um castelo de areia e nas poucas vezes que fui a praia, sem sombra de dúvida nenhum dos meus castelos de areia ficaram tão incríveis como estes que estão neste artigo. Claro que com essas novas ideias aqui expostas, poderei fazer algo diferente da próxima vez que for a praia...



Essas obras de arte efêmeras foram realizadas por Calvin Seibert um artista americano que gosta de passar seus verões criando diversos castelos de areia na praia. Essa atividade para muitas pessoas seria considerada como uma grande diversão, mas para o artista é mais que um hobby.

Para construir seus castelos Calvin Seibert utiliza as mesmas ferramentas que uma criança usaria.... Um balde, uma pá (espátula) e água, nada mais que isso. Dá para acreditar?!

Imagino que esteja se perguntando: o que faz uma pessoa ser criativa e inventiva? Não é verdade?


A resposta é simples: não são as ferramentas utilizadas por ela que a fazem criativa e inventiva e sim o que ela realmente faz com suas ferramentas e os materiais disponíveis a sua volta. Lembre-se disso quando for realizar seu próximo projeto.


O artigo de hoje foi supersimples, mas a arquitetura é isso. Ela nos surpreende e nos encanta com sua simplicidade. Essa simplicidade é moldada para atingir os resultados plásticos mais inesperados...


Quem imaginaria que uma simples ação de uma criança na praia poderia inspirar e resulta em espetaculares obras de arte arquitetônica em areia?

O que achou do novo artigo? Deixe nos comentários sua experiência ao construir seus castelos de areia.... Compartilhe com seus amigos para inspirar mais pessoas a criar seus próprios castelos de areia e.... Até a próxima.

23 de novembro de 2016

Escada Reta Tradicional


Antes que eu comece a revelar a parte técnica sobre o tema escada, mostrarei em alguns artigos os diversos formatos de escadas que foram e são utilizados na construção civil como também mostrarei os tipos estruturais mais comuns. Espero que goste dos artigos que virão...

Para começar, mostrarei alguns exemplos de escadas retas tradicionais. Lembrando que este tipo de escada pode possuir patamar ou não. Se você ainda não sabe o que é um patamar, confira este artigo aqui. Você conhecerá através desse artigo diversas outras palavras que estão relacionadas ao tema e que serão de grande importância conhecer para continuar a leitura deste artigo e dos próximos artigos.


As escadas retas tradicionais são totalmente fechadas como um único volume. Elas são feitas de diversos materiais, mas os mais comuns deles são os tijolos, mas mesmo havendo a predominância deste tipo de material há em seu acabamento a utilização de diversos materiais nobres, o mais comum deles é a madeira. Este tipo de escada foi muito utilizado no passado, mas hoje existe diversas versões dela, mas sua essência continua sendo a mesma.

Para a construção deste tipo de escada requer um grande investimento em material tornando muitas vezes inviável hoje em dia a sua construção, mas há projetistas que ainda optam por este modelo.

Para tornar o investimento menor é possível construir este tipo de escada sendo seu interior vazio como na escada de Harry Potter. Podendo utilizar este espaço para diversos fins.


Para que você possa personalizar este tipo de escada, seria bastante interessante você utilizar materiais diferentes em sua composição e acabamento. Utilizar luz (LED) para destacar os degraus ou a própria escada. Utilizar cores diferenciadas para destacar ou evidenciar a escada dentre do espaço que ela está localizada. E também você pode personalizar a escada através do guarda-corpo e seu corrimão.

Conforme for sendo feito os artigos sobre o tema escadas... mostrarei de forma detalhada cada item que compõe a escada dessa forma você poderá ter uma ideia do quanto criativo e diferenciado por ser este elemento dentro de um edifício.

O que você achou desse novo artigo? Deixe nos comentários sua opinião ela é muito importante. Até a próxima.

22 de novembro de 2016

Edifício Oscar Hadid - Estudo da Forma 2 - Ep. 1


Faz um tempinho que produzi meu primeiro estudo da forma aqui para o Arquiteto Versátil, estão lembrados? Para revelo basta clicar em Estudo da Forma 1 – Casa de Campo.

Dessa vez resolvi ser um pouco diferente do vídeo produzido anteriormente. Antes que eu mostre todo o processo conceptivo do projeto, resolvi mostrar em que me inspirei para criar a forma, além disso mostrarei de forma breve a forma final concebida no estudo da forma 2, para que você possa sentir o gostinho do que verá no próximo vídeo...

Para a concepção do Edifício Oscar Hadid partir de 3 projetos sendo 2 de Oscar Niemeyer e 1 da Zaha Hadid. Você verá os projetos com mais detalhes no próprio vídeo. Para o estudo da forma 2 busquei me inspirar nas características mais fortes dos projetos selecionados, dentre elas temos os brises horizontais e a maneira que os arquitetos uniram as formas tanto horizontalmente como verticalmente.



O vídeo dessa vez foi supersimples e rápido, mas será muito importante para que você possa entender o próximo vídeo do canal então divirta-se....

O que achou do novo vídeo? Gostou do projeto e das inspirações? Deixe abaixo nos comentários sua opinião ela é muito importante.... Não deixe de inscrever-se no canal e.... Até a próxima.

18 de novembro de 2016

Decoração Natalina Diferente e Sustentável


Essa semana visitei alguns amigos e vi que em suas casas já havia alguns itens natalinos distribuídos por toda a casa. Fiquei espantado com aquilo. Não era para decorar somente no mês de dezembro? Não importa... o bom é que seu espirito natalino me inspirou e vim compartilhar com você algumas ideias para lhe inspirar também.

Como estamos imersos a crise e muitas pessoas não querem gastar com decoração natalina que tal criar sua própria decoração gastando quase nada e ter uma decoração natalina surpreendente que qualquer um que chegue a sua casa fiquem maravilhado com a sua criatividade? Imagino que gostou da ideia não foi? Vamos nos inspirar...

Todas as ideias dispostas neste artigo, você poderá cria-las em casa somente usando os itens que já possui. Não estou brincado. É sério.

Antes que eu saia falando sobre cada ideia selecionada tenho que lhe explicar que esse artigo tem como objetivo mostrar para você os “5Rs” da Sustentabilidade. Você já ouviu falar? Eles são: repensar, reutilizar, reciclar, recusar e reduzir. A ideia aqui é reutilizar o que já temos em casa para compor a decoração natalina e assim diminuir o desperdício. Não quero ser um eco chato, mas é uma ótima ideia, você não acha? 

Em um artigo outro tratarei com mais detalhes sobre os “5Rs” para que você possa utilizá-lo em seu dia a dia.

Quando ouço falar na palavra “natal” imediatamente penso em arvore de natal, ocorre o mesmo com você? Claro que penso também em “panetone”, mas no momento não tem relação com o assunto principal deste artigo... Rsrsrs.

As arvores de natal estão cada vez mais minimalistas e conceitualmente melhores que as arvores de natal tradicionais. Para sua composição é possível reutilizar diversos materiais. O material mais utilizado é a madeira e o resultado compositivo fica espetacular, no entanto você pode criar sua arvore com qualquer tipo de material. Postarei mais à frente alguns exemplos...


Você pode utilizar para compor sua decoração papel, por exemplo. Papel? Tem certeza? Claro que sim! Para os alunos de arquitetura e arquitetos que utilizam o papel em seu dia a dia, acho que vão dizer: papel NÃO! Mas ao ver as fotos vão dizer, com toda certeza: papel SIM! Rsrsrs.

O papel permite uma variedade imensa de possibilidades criativas para que você possa montar sua própria decoração natalina. Esse é um dos materiais mais versátil que encontrei na internet para compor a decoração natalina.


Para compor sua decoração você também poderá utilizar o vidro em seus vários formatos como copos, potinhos de vidro, jarros etc. Antes de utilizar o vidro certifique-se que ele é resistente ao calor e se ele é temperado para que evite cortes com o vidro se por acaso vier a quebrar...


Para compor sua decoração com o vidro você poderá combiná-lo com outros materiais podendo assim criar enfeites bem diferentes. Uma das combinações possíveis seria reutilizar os enfeites utilizados nos natais passados...


Para finalizar que tal uma bela guirlanda para pôr na porta de sua casa? Esse item natalino é também bastante versátil e há uma grande variação deles na internet. Muitos deles utilizam diversos materiais em sua composição, facilitando sua criação e a reutilização de diversos materiais que podemos ter em casa...

Portanto deixe sua imaginação solta e divirta-se criando sua própria decoração natalina. Quando compor sua decoração tire uma foto e post no Facebook ou no Instagram com a #decoraçãonatalinaAV. Se gostou do artigo compartilhe nas redes sociais para que mais pessoas vejam esse conteúdo. Até a próxima.

17 de novembro de 2016

O que faz um Arquiteto?


Tenho certeza que você já ouviu de alguém a sua volta que o arquiteto somente desenha ou estou errado?

Dá para acreditar que ainda hoje com tanta informação as pessoas ainda possuem essa impressão dos arquitetos?

Eu mesmo já perdi as contas de tantas as vezes que já tentei explicar para as pessoas a minha volta que o arquiteto realizar diversas outras atividades e que muitas delas, não possuem uma relação direta com o ato de desenhar.

Só para deixar claro o desenho é considerado uma ferramenta muito utilizada pelos arquitetos para representar e materializar suas ideias ao longo do seu processo conceptivo do projeto almejado.

No vídeo busco expor em 5 tópicos as possíveis atividades que um arquiteto pode exercer em seu dia a dia. Cada tópico elencado no vídeo possui diversos subi tópicos tornando a profissão super abrangente e complexa. Se você achava que o arquiteto somente desenha tenho certeza que irá se surpreender com o conteúdo desse vídeo e com o que o arquiteto é capaz de fazer.



Para complementar seu conhecimento relacionado as atividades que um arquiteto pode realizar, basta clicar aqui para conferir o material produzido pelo CAU que mostra com detalhe cada atividade possível que o arquiteto pode atuar.

O que você achou deste vídeo? Ele te ajudou a entender o que realmente um arquiteto faz? Deixe nos comentários sua opinião ela é muito importante. Se gostou compartilhe nas redes sociais para que mais pessoas vejam este conteúdo. Até a próxima.

15 de novembro de 2016

Complexo Imam Reza criado por Kalout Architect Studio


Depois que fiquei mais de um mês sem publicar um só artigo ou vídeo aqui no arquiteto versátil eu decidir não publicar mais artigo sobre projeto que não estivesse relacionado ao tema casa, mas não tem jeito vi este projeto na internet e fiquei impaciente para compartilhar com você minha impressão sobre ele.

Só para que você possa ter uma percepção informativa sobre o projeto antes mostrarei os dados técnicos dele... O projeto foi criado pelo escritório Kalout Architect Studio em 2012 e está localizado no Teerã e ocupa uma área de 6.500 m². Se você quer saber mais informações sobre este projeto basta clicar aqui.

Este projeto me chamou muito atenção desde o momento que me deparei com ele. O que mais me chamou atenção foi sua forma inusitada que mais parece um monte de porcas rosqueada de forma aleatória em um imenso parafuso. Claro que essa percepção mudou depois que passei a olhar de forma mais detalhada o projeto e li sobre ele é claro.


O projeto está localizado próximo a um complexo religioso e cultura por isso sua finalidade construtiva seria criar uma interação social entre diferentes gerações e grupos sociais na Capital do Irã. E essa intenção acredito que irá se concretizar porque o edifício definitivamente não parece ser um espaço religioso.

A construção deste edifício se utilizou de diversos elementos que podem ser utilizados aqui no Brasil, como a utilização do tijolinho distribuído de forma aparentemente aleatória para compor um aspecto visual diferenciado sobre a superfície das paredes do edifício tanto internas como externas. 

Essa distribuição aleatória criou espaços vazios como um cobogó permitindo a entrada de vento e luz sobre o ambiente interno do edifício. Mas pelo que li esses espaços vazios que falei existir foram fechados com vidro. Que pena que isso ocorreu, mas acredito que seja por causa do vento quente e a poeira que possivelmente entra no edifício durante o dia.


O que inicialmente parecia-me porcas rosqueadas aleatoriamente seria uma cúpula construída a partir da simbologia existente na estátua de credo existente na cultura persa e que representa a constância, a vida e a liberdade. Esse símbolo foi o estopim para a criação conceitual deste edifício. No entanto não há somente esta simbologia utilizada neste edifício, há diversas outras, referente a cultura islâmica e persa.

Eu tenho a impresso que não há um projeto sequer que seja forjado conceitualmente que não resulte em um projeto surpreendente. Eu não gosto muito dos aspectos construtivos dos espaços religiosos, claro que há suas exceções, mas esse realmente me surpreendeu. 

Como o projeto foi desenvolvido para criar um elo entre diferentes gerações e grupos sociais há no edifício diversas funções dentre elas: mesquita, galeria de arte, café-livraria, anfiteatro, e centro de TI. Todos os ambientes do edifício foram criados de forma unificada. No entanto fiquei curioso para saber como se dará realmente seu funcionamento...


Outro aspecto bastante curioso com relação a este projeto é que as pessoas da cidade têm acesso livre podendo entrar, sair ou permanecer no espaço o tempo que “desejar”. 

O projeto possui um pátio escavado típico das construções persas e este aspecto proporciona uma maior tranquilidade ao lugar, além disso no pátio há um grande espelho d’água que ao refletir a luz do sol ilumina e cria um aspecto visual diferenciado na parte interna do edifício.

Gostou do projeto? O que mais chamou sua atenção. Deixe nos comentários sua opinião é muito importante. Não deixe de conferir as outras fotos referentes a este projeto basta clicar aqui. Até a próxima.

14 de novembro de 2016

Cursos feitos Durante o Curso de Arquitetura


A formação de um arquiteto é muito ampla, pelo menos a minha foi dessa forma.

Ao longo do curso busquei aprender diversas coisas que pudesse me ajudar a compreender melhor o que seria a arquitetura e como eu poderia atuar no mercado de trabalho.

Por isso fiz curso de fotografia, design gráfico, edição de vídeo entre muitos outros cursos que até hoje me são muito úteis e me foram muito úteis ao longo do curso de arquitetura.

Não sei com precisão qual foi o curso que tive primeiro, mas imagino que tenha sido o curso de GIMP um similar do PHOTOSHOP.

Este curso me ajudou a entender um monte de coisa sobre a criação e edição de imagens em seus diversos formatos.

Dá para acreditar que até o momento antes do curso eu não sabia diferenciar uma imagem no formato JPEG de uma em PNG. Se você não sabe poderei mais à frente mostrar para você a diferença existente entre elas e o que elas podem impactar no resultado final de seus trabalhos.

Depois que fiz esse curso a palavra RENDERIZAÇÃO utilizada no curso de arquitetura tomou outro rumo.... Nunca imaginei ver outros tipos de RENDERIZAÇÃO realizada fora do campo da arquitetura.

Depois desse curso fiz o curso de INKSCAPE um editor muito semelhante ao CORELDRAW onde é possível criar imagens vetoriais.

Já neste curso utilizei os conhecimentos já adquirido no curso anterior e pude explorar com maior facilidade as ferramentas fornecidas pelo INKSCAPE.

Uma das coisas que passei a utilizar com maior frequência e me ajudou bastante em minha formação técnica como arquiteto foi a função camada. Sei que é algo simples e que é muito utilizado na arquitetura, mas a utilização desta função pelos designs gráficos é um pouco diferente do que é utilizado na arquitetura e isso me proporcionou um UP visual.

Este programa até hoje eu o utilizo e gosto muito dele pela sua facilidade construtiva, no entanto como é um programa gratuito há alguns limites, mas nada que impeça que você utilize-o. O limite encontrado foi algo particular e que me fez refazer todo o trabalho no CORELDRAW, mas depois voltei a utilizar o INKSCAPE sem problema algum.

Com esses cursos em mãos pude desenvolver com maior autonomia não somente os trabalhos pedidos pelos professores como diversos outros trabalhos que foram me surgindo ao longo do curso.

Só para que você possa entender participei de vários eventos e em sua grande maioria fui um dos criadores de seus materiais gráficos como banners, camisa, bloquinho entre outros materiais. Essa fase foi incrível. 

Gostaria de voltar a produzir trabalhos gráficos como fazia e poder explorar outras possibilidades deste universo criativo...

A história não acabou, como disse ao longo do curso de arquitetura fiz diversos cursos por isso aos poucos contarei o que aprendi com eles aqui no blog...

Os artigos serão assim, curtos, mostrando as diversas situações, pensamentos e reflexões sobre a arquitetura e tudo que a envolve. Revelando assim minha própria formação como arquiteto. Espero que tenha gostado desse artigo. Até a próxima.

11 de novembro de 2016

Notebooks Ideais para Arquitetura


O momento atual do real não está facilitando a aquisição de nenhum tipo de equipamento, mas se você está pensando em cursar arquitetura ou está prestes a se formar será necessário adquirir um computador a sua altura que possa te ajudar ao longo do curso como também em suas tarefas diárias como um arquiteto.

Quando entrei no curso de arquitetura eu não sabia qual seria a configuração ideal para um computador que seria utilizado durante o curso de arquitetura. Se você estiver nas mesmas condições que eu ao entrar no curso, recomendo que veja este artigo aqui. Através deste artigo você conhecerá as principais configurações que farão você acerta na compra de seu novo computador.

Agora que você conhece as configurações ideais para seu computador que tal conferir alguns modelos disponíveis no mercado atualmente.

1 - Notebook Samsung Core i7, 8GB, 1TB, LED 15.6” e Windows 10 do Extra.

2 - Notebook Touch Dell Inspiron Core i7, 16GB, 1TB, LED Full HD 15.6” e Windows 10 do Extra

3 - Notebook Gamer Dell Alienware Core i7, 16GB, 1TB, LED Full HD 15.6” e Windows 10 do Extra.

4 - Notebook Gamer Lenovo Core i7, 16GB, 1TB, LED 4K 15.6” e Windows 8.1 do Extra.

Selecionei somente 4 modelos dos vários modelos encontrados na internet. Esses modelos ao meu ver são ideais para você. Dos vários modelos selecionados gostei mais do modelo número 3 criado pela Dell. Este modelo é o mais diferente de todos e se você gosta de computador personalizado este é ideal para você.

Tenho que deixar claro que este artigo não é patrocinado. Portanto fique à vontade para conferir todos os modelos e seus preços respectivamente.

Se você tiver gostado de algum modelo peço-lhe que deixe nos comentários sua opinião. Siga o arquiteto versátil nas redes sociais. Até a próxima.

10 de novembro de 2016

Qual a Configuração que um Computador para Arquitetura deve Ter?


Você já parou para se questionar qual seria a melhor configuração que um computador deve ter para atender as necessidades de um arquiteto ou aluno de arquitetura?

Não sou um especialista sobre o assunto, no entanto como qualquer um que pretende adquirir um determinado equipamento fiz uma pesquisa minuciosa e assim poderei mostrar para você o que é necessário saber para que possa adquirir o melhor equipamento que atenda suas necessidades e que não erre na compra do novo equipamento.

Primeiro desafio seria escolher entre um desktop ou notebook. 

De cara eu mesmo escolheria um notebook pela sua mobilidade, mas poderia escolher um desktop sem problema algum devido a sua comodidade. No entanto como o curso de arquitetura necessita que o indivíduo ande para cima e para baixo com seus projetos e trabalhos, a escolha fica ainda mais clara e óbvia. Escolho... NOTEBOOK!

Agora que você já sabe o tipo de computador será mais adequado, vamos conhecer as configurações que iram atender suas necessidades diárias tanto como aluno de arquitetura como um arquiteto.

Só para que você possa imaginar o tipo de configuração necessária para um computador direcionado a arquitetura, você tem que imaginar um computador configurado para rodar jogos com gráficos altamente realistas. Imaginou? A configuração vai além disso... Rsrsrsrs.

Agora que você já imaginou o tipo de configuração que o computador terá, vamos conferir as principais configurações que o computador precisa ter.

HD - 1 TB Sata 7200 RPM

CPU - Core i7-6500U Dual Core

Placa de Vídeo - GeForce GTX 1080 - Nvidia

Memória RAM - 16GB DDR3 ou DDR4

Mesmo essas configurações acima citadas sendo as principais que você deve ter como prioridade você também dever observar as demais configurações que o equipamento te fornece, como a quantidade de portas USB, se possui conexão Bluetooth entre outras configurações.

Lembre-se que um computador com uma configuração inferior a esta mostrada neste artigo poderá influenciar no resultado e também no tempo que levará para produzir um determinado trabalho. Portanto se pretende economizar economize nas festas e nas saídas e invista seu dinheiro em um computador que lhe ajude em sua vida profissional e acadêmica.

Logo mais farei um artigo com uma seleção dos melhores computadores encontrados na internet que poderão facilitar sua procura. Continue acompanhando o arquiteto versátil nas redes sociais e não perca um só artigo ou vídeo produzido aqui para você.

O que você achou do artigo de hoje? Fazia um tempo que gostaria de produzir este artigo, mas somente agora tive a oportunidade de fazê-lo. Espero que tenha gostado e tenha ti ajudado. Até a próxima.

1 de novembro de 2016

Resenha do Livro Adoção do Partido na Arquitetura


Não há um aluno sequer que ao se deparar com a tarefa de desenvolver seu primeiro projeto não se questione ou busca uma maneira que o ajude ou auxilie no processo conceptivo de seu projeto.

Dentre os vários alunos do curso de arquitetura alguns deles questionam a metodologia utilizada pelo curso já outros mantem-se quietos, mas mantem-se focados tentando chegar a uma resposta plausível que o ajude ao longo do processo.

Como já passei por isso e sei o quanto é trabalhoso e desgastante projetar resolvi compartilhar com você alguns livros que possam te auxiliar durante o processo conceptivo do projeto. Para isso resolvi criar uma série de vídeos onde falo um pouco sobre cada livro que encontrei ao longo da minha pesquisa e que acredito que serão de grande ajuda para você ao longo de sua jornada durante o curso de arquitetura.

No primeiro vídeo falo sobre o livro chamado Adoção do Partido na Arquitetura escrito por Laert Pereira Neves. Além disso, mostro como o autor dividiu o livro e como é a sua abordagem. Mostro também o quanto este livro será importante ao longo do processo conceptivo, mesmo que em algum momento do processo você não saiba para onde ir ele te dará um norte.



O bom deste livro é que a linguagem utilizada pelo autor é supersimples e será muito fácil para você reaplicar as informações contidas nele ao longo do seu processo conceptivo. 

O que você achou deste vídeo? Já conhecia este livro? Se você conhece algum livro sobre o tema processo conceptivo que eu possa criar um vídeo sobre ele, deixe nos comentários. Até a próxima.