Arquiteto Versátil: Visitas a Campo Realizadas Durante o Curso de Arquitetura

2 de dezembro de 2016

Visitas a Campo Realizadas Durante o Curso de Arquitetura


Muitos alunos de arquitetura passam pelo curso e muitos deles não adquirem uma experiência relativamente boa para saber como atuar ou como atua um arquiteto na construção de um determinado projeto. Essa falta de experiência dificulta as tomadas de decisões feitas pelo arquiteto na hora de projetar como também distância o profissional da própria construção. Deixando os engenheiros fazer o que acham “melhor” em seus projetos...

Ao longo do curso de arquitetura, tive a oportunidade de fazer algumas visitas a campo junto com a turma de arquitetura e os professores. No entanto, nem todas as visitas foram realmente instigantes e valiosas, mas forneceram uma ideia mesmo que superficial do que eu poderia encontrar no dia a dia como um arquiteto.

Dentre as diversas visitas feitas enquanto estávamos no curso posso citar as visitas ao: shopping de Arapiraca, a um edifício misto em Maceió e a um conjunto de casas construído em Palmeira dos Índios. Fizemos outras visitas a campo durante o curso, no entanto essas visitas a campo, ao meu ver, foram as mais relevantes...

A visita ao shopping foi realizada quando estávamos estudando sistema estrutural e planejamento de obra. A visita ajudou a ver na prática como todos aqueles cálculos e teorias poderiam ser aplicados no dia a dia, além disso, pudemos ver como ficaria o shopping quando concluir sua construção. O que mais chamou minha atenção nesta visita foi a distribuição setorial de cada função no local facilitando o trabalho e a construção do edifício.

Já na visita do edifício misto localizado próximo a orla em Maceió, pudemos ver a construção de um estacionamento abaixo do nível do mar e o maquinário utilizado para expulsar a água para longe. Nesta obra a distribuição setorial de cada função era meio caótica se comparada com a construção do shopping, mas de alguma maneira funcionava. Duas coisas que chamaram bastante atenção foi: o pé direito (2,60) e a distribuição elétrica e hidráulica, que estavam todas expostas...

Quanto a visita as casas construídas em Palmeira dos Índios, pudemos ver como cada casa estava sendo construída e como ficaria o projeto urbanístico onde estava sendo implementada as casas. Nesta visita tivemos a oportunidade de ver cada etapa construtiva desde a criação da base da casa até o desenvolvimento e aplicação dos demais componentes da casa... Um diferencial existente neste projeto seria o projeto urbanístico onde pudemos ver parte do saneamento básico do lugar além de outras instalações urbanas já implementadas no lugar...

As visitas a campo feitas durante o curso de arquitetura foram bem rápidas, mas muito informativas. No entanto tenho que ressaltar que poderia ter sido melhor. 

Uma coisa que chamou mais atenção que tudo que vi ao longo da visita foi a falta de um arquiteto em cada obra, para nos fornece informações sobre o projeto e os métodos construtivos aplicado a obra. Se havia algum arquiteto na obra, possivelmente estava escondido... 

Na visita ao edifício misto localizado em Maceió o próprio engenheiro relatou que precisaram entrar em contato com o escritório de arquitetura responsável pela idealização do projeto para chegar a uma solução projetual para as instalações elétricas e hidráulica, onde encontraram algumas falhas existentes na construção que poderiam ter sido melhor solucionado no projeto. O ponto positivo é que entraram em contato com os responsáveis pelo projeto, mas no dia a dia isso raramente ocorre. Tenha isso em mente.

Você já visitou alguma obra em construção? A visita a campo te ajudou a entender melhor sobre as matérias estudadas em seu curso e sua aplicação? Deixe nos comentários como foi sua experiência. Até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário