Estudo da Forma - Taça de Vinho ISO


No ano passado eu criei vários estudos da forma aqui pra o Arquiteto Versátil. Caso você queira ver cada um deles, basta ver este artigo aqui: Estudos da Forma criados em 2019


Este ano eu ainda não tinha criado nenhum estudo da forma. Dá pra acreditar nisso? Foi por isso que eu resolvi criar um vídeo mostrando o processo criativo de várias taças de vinho. Porém, neste artigo, você verá somente o processo criativo de uma delas. Em breve irei te mostrar os próximos estudos da forma. Aguarde. 

Veja Também:


Etapas usadas na Criação da Taça de Vinho ISO 


O processo criativo usado para a criação desta taça de vinho foi bastante simples, porém houve algumas complicações durante o percurso. Mas você verá que no final tudo deu certo. 

Falhas ocorrem em todo processo criativo, mas é importante está preparado para elas. Porém nos novos vídeos que serão publicados no canal, em breve, a falha comedida neste processo criativo não ocorrerá mais. Eu garanto. 

O processo criativo da taça de vinho teve início de uma maneira que até então eu não tinha usado. 

Primeiro selecionei e inseri uma imagem dentro do SketchUp para pode usar como base para pode criar com precisão cada taça de vinho. 

Depois eu resolvi usar a ferramenta linha (L) para poder delimitar o meio ou o eixo da taça de vinho. Esse procedimento é essencial para que o meu processo criativo da taça de vinho possa ocorrer corretamente. 

Após a etapa anterior eu iniciei o processo de criação do perfil da taça de vinho. Este procedimento é semelhando a criação de um corte que usamos na criação de um projeto arquitetônico. Porém, neste caso, eu só precisei criar um só lado da taça. Será a partir do corte que poderei gerar a volumetria da taça de vinho. 

Ao concluir a criação do corte eu estendi a linha usada como eixo para baixo e em sua extremidade criei um círculo. 

Preste atenção nesta próxima etapa porque ela é extremamente importante para a criação da taça de vinho. 

A próxima ação que eu fiz foi selecionar a linha externa que compõe o circulo. Depois ativei a ferramenta siga-me. E logo depois, eu cliquei sobre o espaço correspondente ao corte da taça de vinho. Após o clique a volumetria da taça surgirá automaticamente. 

A primeira versão gerada da volumetria da taça não foi gerada corretamente, por isso, eu resolvi aplicar o procedimento descrito acima novamente. Na segunda tentativa a forma gerada foi assertiva. 

Se fosse para gerar somente a taça de vinho o estudo da forma estaria quase concluído, mas eu preciso gerar também o conteúdo interno da taça de vinho. Uma boa taça de vinho só será bem representada em um projeto, ao meu ver, se ela tiver algum conteúdo interno nela. Foi por isso que eu resolvi criar também o vinho contido na imagem da taça de vinho. 

O procedimento usado para a criação do conteúdo da taça de vinho é o mesmo usado na taça de vinho. Primeiro eu selecionei a linha externa do círculo, depois ativei a ferramenta siga-me e logo após clique na área que eu queria gerar a volumetria. Simples assim. Certo? 

Após a criação tanto da taça de vinho como a volumetria do vinho, é necessário juntar as duas volumetrias. Mas antes de fazer isso precisei criar um grupo para cada volumetria. Desta forma as volumetrias criadas podem ser alteradas de forma independente. 

Após a criação dos grupos eu decidi deslocar as volumetrias de forma que ambas se complemente e gere uma única volumetria. Mas para que isso seja possível, é necessário que ambas as volumetrias precisam se encontrar em um mesmo ponto (eixo). Foi neste momento que eu cometi minha grande falha. 

Quando eu decidi criar a volumetria do vinho eu precisei apagar as linhas que compõe a taça para poder deixar somente as linhas do corte do vinho para poder gerar sua volumetria. Porém quando eu apaguei as linhas da taça eu também apaguei o círculo que usei para criar a taça de vinho. 

O circulo em si não é tão importante. Eu poderia criar outro sem problema algum. Porém a distância entre o círculo e a taça de vinho é. E quando eu apaguei o círculo eu acabei perdendo a referencia. Se eu tivesse percebido antes a falha eu poderia ter usado o comando CTRL+Z para tentar resolver o problema gerado. E assim todo este problema não tinha ocorrido. 

Mas para a minha sorte a falha cometida foi fácil resolver. Eu precisei somente selecionar a volumetria do vinho e depois movê-la até encostar no fundo da taça. 

Após a junção das volumetrias, eu decidi aplicar alguns materiais para tornar a volumetria em si mais próxima de uma taça de vinho real. 

Depois de todos esses procedimentos o estudo da forma da taça de vinho ISO foi concluída. 


Veja o vídeo abaixo e confira como foi o processo criativo da taça de vinho na prática:


Gostou do conteúdo deste artigo? Então curta, compartilhe e inscreva-se no canal

Se você quiser baixar a taça de vinho para usar em seus projetos, basta visitar minha página pessoal no site da 3D Warehouse

Que tipo de estudo da forma você gostaria de ver aqui no Arquiteto Versátil? Deixe sua opinião nos comentários.

Até a próxima.


Comentários