Arquiteto Versátil: 2015

30 de dezembro de 2015

13 Tipos de Iluminarias que Você poderá Utilizar em seu Edifício


Ter os ambientes bem iluminados seja residencial, comercial entre outros, poderá fornecer aos usuários diversas sensações como: conforto, segurança, aconchego, mas uma má iluminação poderá causar: acidentes, doenças, etc.

Quando falamos de iluminação referimos a dois tipos: a natural e a artificial. Neste artigo irei abordar os tipos de iluminação artificial mais comuns que podem ser utilizadas nos ambientes edificados.

Arandelas


As arandelas são utilizadas nas paredes. Há diversos materiais que compõe as arandelas, cada um delas influenciará no resultado estético tanto na composição visual da parede como nos efeitos luminosos sobre a parede.

Pendentes


Os pendentes são iluminarias suspensas, por cabos, que são utilizadas em geral sobre bancadas, mesas de refeições entre outros lugares. Há uma variedade no mercado, desde os pendentes que são únicos até aqueles compostos por dois ou mais pendentes.

Lustres


O lustre é uma iluminaria semelhante ao pendente, onde é sustentada por cabos ou algum suporte metálico, no entanto, o lustre é mais atraente. Ele também é considerado como uma peça retro como o abajur. O lustre é um elemento decorativo que normalmente é colocado como elemento central de um determinado ambiente, como: salas de jantar, hall de acesso e mezaninos.

Embutidos


Essa iluminaria é utilizada embutida no forro, permitindo ao ambiente uma composição mais clean. Há uma grande variedade de pendentes no mercado, podendo ser fixos ou móveis. Além disso, há uma variedade de matérias presentes em sua composição, como também sua forma. É bastante utilizado para destacar algum elemento decorativo que compõe a decoração.

Plafons


Essa iluminaria normalmente é colocada próximo ao teto e de forma central. O plafon produz um efeito luminoso chamado de indireto ou difuso. Este efeito ocorre quando a luz irradia diretamente no teto, refletindo a luz difusa no ambiente e criando menos sombras tornando o ambiente mais agradável ao usuário. Este tipo de iluminará é excelente para quartos e salas.

Abajur


O abajur é uma peça retro que é muito utilizada para compor os ambientes devido a sua variedade de modelos, formas e cores e por sua praticidade. O abajur tanto pode ser utilizado como elemento decorativo como um elemento para transmitir conforto ou aconchego para os usuários. O abajur é utilizado normalmente nos espaços residenciais, como quartos e salas.

Iluminarias de Mesa


Essa iluminaria normalmente é utilizada para leitura ou para alguma atividade que necessite de uma luz pontual e exclusiva. Essa iluminaria é normalmente utilizada sobre a prancheta, mesa de trabalho, sobre a cômoda ao lado da cama entre outros lugares.

Iluminarias de Pé


Essa iluminaria é bem semelhante a iluminaria de mesa, no entanto, ela não necessita de um apoio, como uma mesa, por exemplo. Este tipo de iluminaria pode ser utilizado tanto para a finalidade relacionada a uma atividade especifica como a leitura, como também um elemento decorativo.

Spots


Essa iluminaria é utilizada para que haja o direcionamento da luz, por isso sua luz é considerada direta. Diferentemente das iluminarias em geral que busca iluminar o ambiente, como um todo, este tipo de iluminaria serve somente para iluminar de forma pontual, quadros ou objetivos decorativos, como as iluminarias embutidas. Este tipo de iluminaria requer maior cuidado com o tipo de lâmpada utilizada nela. Se deseja iluminar um quadro é recomendado que utilize as lâmpadas  do tipo dicroica, já para iluminar escultura deve utilizar lâmpadas do tipo AR. Outro detalhe que deve ser considerado é com relação ao tamanho da lâmpada, busque utilizar lâmpadas pequenas que fique escondida internamente, mas se pretende ousar, busque verificar se será adequado. Os spots podem ser utilizados diretamente no forro como também em trilhos. A utilização de trilhos para a disposição dos spots é muito utilizado em galerias pela praticidade e por mantê-los alinhados.

Refletor


Essa iluminaria é tanto utilizada em áreas externas como internas. Normalmente encontramos os refletores em jardins, fachadas comerciais ou residenciais, teatros etc. O refletor produz uma luz forte e reflete para uma grande área.

Up-light


Essa iluminaria é muito utilizada em jardins ou para vasos de plantas. Seu facho de luz é de baixo para cima. Esse tipo de iluminaria é utilizada para destacar algum elemento existente tanto em uma fachada ou espaço ou elementos existentes no edifício.

Balizador


Essa iluminaria não é utilizada para iluminar, mas para balizar. Seu efeito luminoso é utilizado para direcionar o caminho, seja, em jardins, escadas, corredores. Este tipo de iluminaria pode ser tanto colocadas no chão como nas paredes, vai depender do projeto e do efeito luminoso que desejar obter.


Artesanais


Esse tipo de iluminaria possui uma grande variedade de modelos que vai desde lustres a iluminarias de mesa. Essas iluminarias são feitas de diversos materiais desde, garrafas de vidro, latas e até bambu. Este tipo de iluminaria pode ser produzida por você com qualquer material que tiver em casa. Se fizer alguma mande para nós a foto. Gostaríamos de ver.

Portanto, vimos ao longo deste artigo alguns exemplos de iluminarias que você pode usar em seu edifício. Possivelmente você já utiliza algumas delas seja em sua casa, escritório ou pode até ter visto em algum teatro, auditório, etc. Além das iluminarias é importante que utilize lâmpadas econômicas, dessa forma, poderá criar um ambiente, agradável, confortável, iluminado, sem gastar muito. Iremos posteriormente falar dos tipos de lâmpadas suas vantagens e desvantagens. Gostou do artigo de hoje? Não deixe de compartilhar, comentar e curtir, com os amigos e colegas de trabalho.  

Esse é o ultimo artigo de 2015. Espero que 2016 seja repleto de luz, paz, muitos projetos e que seus sonhos, mais profundos, se tornem realidade. Até a próxima 

28 de dezembro de 2015

Como Criar Metas para 2016 Usando o Método SMART


Temos menos de 4 dias para que o ano de 2015 tenha seu fim, por isso, temos que, o mais breve possível, realizar nosso planejamento para 2016. Nós sabemos que a cada dia, temos menos tempo para realizarmos nossas tarefas. Pensando nisso resolvi criar um artigo que possa lhe ajudar na criação e planejamento de suas metas para 2016 de forma que possa acompanhar seu andamento e assim poder atingir seus objetivos e metas o mais breve possível.

Pesquisando na internet, achei um método chamado SMART que significa em inglês: esperto, inteligente. A palavra SMART é um acrônimo das palavras: specific (específico), mensurable (mensurável), attainable (atingível), relevant (relevante), time-bound (tempo limite). Essa ferramenta permite que você possa realizar o planejamento de suas metas e assim possa acompanhar para que possa atingi-las ou até ultrapassá-las.

Antes de iniciarmos a descrição do método SMART, temos que compreender a diferença entre metas e objetivos. A meta seria a definição de algo a ser atingível em termos quantitativos e com um prazo determinado. Já o objetivo seria a descrição do que pretende alcançar.

Ex. 1:

Conseguir um empregoOBJETIVO.

Conseguir um emprego em um escritório de arquitetura que me pague no mínimo R$ 3.000,00 até de 1 de junho de 2016. – META.

Ex. 2:

Abrir meu escritórioOBJETIVO.

Conseguir um espaço físico bem localizado que tenha minimamente uma recepção um banheiro e um espaço para o escritório em minha cidade até o dia 3 de agosto de 2016. – META.

Todos nós sabemos que ter de forma clara nossos objetivos e metas permite que tenhamos maior probabilidade para conquistá-los. Então sem mais demora vamos entender a estrutura que compõe o método SMART, para que possamos criar nossos objetivos e metas para 2016.

Específica

Tenho certeza que você já estabeleceu uma meta assim:

Quero ler mais o ano que vem;
Quero um emprego o ano que vem,
Vou participar de mais eventos o ano que vem.

Mesmo que expresse seu desejo sobre aquilo que deseja atingir, essa forma não delimita e nem especifica o que você realmente pretende. Então ao especificar, busque ser mais preciso, no que quer, dando maiores detalhes, não economize, quanto mais detalhado mais fácil será para realizá-lo.

Mensurável

Temos que determinar de forma numérica o quanto queremos atingir. Pode ser um valor qualquer, uma cifra ou um valor em porcentagem.
Se você quer vender mais, por exemplo, você terá que determinar, quanto mais você pretende vender? 1000 ingressos por show? 50 camisas sociais por semana? Tudo vai depender do seu objetivo e suas metas.

Atingível

Você terá que observar se o que você criou ou pretende criar é atingível. Se você criar algo inatingível poderá desmotivá-lo durante o percurso para atingir a meta estabelecida. Um exemplo disso seria representada por metas grande de mais, como: ser presidente de uma empresa que você trabalha. Busque sempre estabelecer metas intermediárias como: ser líder, gerente geral, diretor, até atingir sua meta, ser presidente da empresa.

Relevante

A relevância estará presente quando você determinar o porquê ou para que quer atingir aquela determinada meta. Querer passar em um mestrado, por si só é muito vago, e não há uma relevância. Mas se você disser: quero passar em um mestrado porque quero transmitir para meus alunos meus ensinamentos e experiência. A meta passará a ser relevante.

Templo Limite

Determinar uma data para que a meta seja atingida é de grande importância para que você possa verificar se foi possível cumprir a meta dentro do tempo determinado ou não. No entanto não estabeleça uma data muito longa e nem curta de mais, poderá força-lo a fazer o impossível ou até desmotivá-lo durante o percurso.

Agora compreendido a estrutura do método SMART, vamos colocá-lo em prática. Vamos imaginar que você pretende viajar para Curitiba, mas você tem que determinar quanto irá precisar, quando pretende viajar, porque pretende viajar... Então poderia ficar assim:

Viajar para Curitiba, em 2016, para conhecer e realizar minha primeira viagem para fora do nordeste, conseguir R$ 3000,00 até 6 de  junho de 2016.

Possivelmente o maior desafio para que esta meta venha a se tornar realidade seria conseguir o valor financeiro para que a viagem ocorra. Para isso, você poderá estabelecer uma meta ou metas para diminuir os gastos ou até ganhar uma graninha extra.

Portanto agora você pode estabelecer suas metas para 2016 de forma clara e dessa forma poderá ao longo do ano acompanhar o seu andamento. Viu como não é difícil, pare de procrastinar e faça logo seu planejamento para 2016. Ficou com alguma dúvida, tem alguma sugestão, deixe seu comentário abaixo. Se um de seus objetivos de 2016 for comprar algum imóvel ou terreno recomendo que leia este artigo: Itens Essenciais para Acerta na Compra de um Terreno, para ter maior chance de acerto na hora da compra. Até a próxima.

25 de dezembro de 2015

A Cerimonia de Colação de Grau


Saímos de casa às 14 horas. As 15:15 chegamos na UFAL. A cerimonia estava marcada para as 15:30. Tudo estava tranquilo, mas havia uma questão a ser resolvida: em qual dos edifícios iria ocorrer a cerimonia de colação de grau? Como não conhecia muito bem o Campus UFAL Maceió, perguntei ao primeiro rapaz que me deparei dentro do Campus. Para nossa sorte, ele também ia participar da colação de grau e mostrou para a gente apontando qual seria o edifício. Estávamos tão próximo que se não tivéssemos perguntado naquele momento poderíamos ter algum problema.

Depois de estacionarmos o carro, meu padrinho, meu primo e eu nos dirigimos ao edifício. No momento em que tivemos acesso ao edifício, me espantei com a quantidade de fotógrafos que havia no local. Havia um fotografo para cada aluno que iria se formar ou até mais. Cinco deles se aproximou de mim, como formigas atrás de doce. Um deles perguntou: você irá participar da cerimonia de formatura? Espantado, responde: sim, recuando um pouco para não ser indelicado e para minha segurança, sei lá o que eles iriam fazer depois disso. O fotografo continuou, você irá querer registrar esse momento? Para não ser rígido e também definitivo, perguntei: quanto você está cobrando? 15 reais por foto, disse o fotógrato. Tudo bem, ao sair da cerimonia, qualquer coisa, eu lhe procuro. Antes de sairmos ele me entregou um singelo cartão que o guardei em minha carteira.

Depois disso, procurei saber onde seria a cerimonia, então me direcionaram a uma sala próxima ao pátio onde estávamos localizados. Ao entrar havia uma jovem sentada com uma enorme lista com os nomes dos alunos que iria participar da colação de grau. Ao chegar minha vez ela perguntou meu nome e qual era meu curso. Então pediu que eu assinasse a lista. Neste momento minha mão mostrou-se tremula, de forma que a minha assinatura, ao fim, ficara ilegível. Então ela disse: sua cadeira será a número oito. Tudo bem, disse saindo da sala, rindo por dentro com aquela situação embaraçosa ao assinar meu nome, na lista dos formandos.

Então novamente nos dirigimos para o pátio central do edifício onde ficamos esperando algum sinal que mostrasse que iria iniciar a cerimonia. Depois de alguns minutos. Uma senhora surgiu na multidão, abrindo o auditório para que os alunos e os familiares pudesse se acomodar e assim iniciar a cerimonia. Inicialmente, somente os alunos tiveram a permissão de entrar no auditório, somente depois que parte dos alunos já estavam no auditório que os familiares puderam entrar no auditório.

Ao entrar no auditório, imediatamente, percebi que em cada cadeira havia uma numeração em um pequeno papel branco e que as primeiras cadeiras que avistei havia registrados alguns números acima do 60. Então sair a procura do número 8. Minha cadeira estava localizada na primeira fila. Se eu tivesse tido a liberdade para escolher a cadeira para me sentar, possivelmente não teria sido na primeira fila, no entanto, no decorrer da cerimonia percebi a vantagem que havia naquela localização.

Como toda cerimonia ocorria na universidade, esta também não foi diferente, teve seu início, espantosamente, mais de uma hora depois do combinado. Então foi dado o início a cerimonia. Primeiramente fomos todos, sem exceção, convidados a ficarmos de pé para ouvirmos o hino nacional. Como de costume, algumas pessoas sabiam e cantaram, já outros permaneceram em silêncio. Ao fim, o primeiro jovem foi chamado. Havia na mesa três pessoas, um homem ao centro e duas mulheres cada uma de um lado. O jovem se aproximou e então foi passado para ele algumas instruções. Algumas eu ouvi outras... Então os dois, ao centro da mesa, cada um de um lado iniciaram os procedimentos. O homem durante o processo levantou com sua mão direita uma espécie de almofada branca esquisita cheia de babado, acima da cabeça do jovem, então o homem começou a falar algumas palavras e o jovem teve que repeti-las. O processo foi tão rápido que simplesmente ouvi as seguintes palavras: confiro o grau. Então todos que estavam no auditório aplaudiram. Minha sensação antes daquele momento era que seria mais complexo, mas para meu espanto, não foi. Então o jovem recebeu um envelope que continha junto a ele o diploma. Fiquei esperando que fosse entregue ao jovem um canudo, juntamente com o diploma, mas espantosamente, não lhe foi entregue. O corte na educação está presente até em um simples canudo para guardar o diploma. Então o homem pronunciou as seguintes palavras, agora chamaremos de três em três para agilizar o processo porque há muitos formandos e também por estarmos com o ar-condicionado avariado. A princípio achei aquela atitude um desrespeito, com os alunos, mas também se ele não tivesse feito isso, acho que ainda estaríamos ali no outro dia pela manhã. Como estava na cadeira 8 fui o terceiro trio a ser chamado. Ao chegar à mesa, estava acompanhado por duas jovens. No entanto as duas não eram do curso de arquitetura e urbanismo. O homem ao centro ao realizar o procedimento foi mais rápido que com o primeiro jovem, ele simplesmente disse: confiro o grau, então foi pedido que novamente assinássemos uma lista imensa de nomes e depois foi entregue a cada um o tão sonhado e desejado diploma. Meu primo tirou algumas fotos registrando o momento, então retomei para minha cadeira. Estava tão contente com aquela conquista, que os próximos alunos a serem chamados para conferir o grau e receber seu diploma, não foi ouvido por mim. Quando voltei a si, já estava próximo ao fim. Possivelmente já haviam recebido os diplomas cerca de 95% dos alunos.

Depois de entregue cada diploma, fomos convidados a fazer o juramento. Para isso, tínhamos que ficar de pé e com um dos braços estendidos. Este movimento me fez lembrar o comprimento a Hitler. Além disso, um dos alunos que estava também participando da cerimonia foi convidado para que pronuncia-se o juramento e que todos os outros alunos repetisse. Depois do juramento. Tivemos alguns pronunciamentos. Alguns deles foram de alunos, outros de professores e até tivemos um pronunciamento de uma mãe de um dos alunos. As palavras pronunciadas mesmo singelas foram de grande importância para aquele momento. A primeira falou que aquele momento tão importante não se tratava de um fim, e sim de um início. Já outra pessoa tratou sobre nossa responsabilidade sobre a universidade e o mundo, mostrando seu engajamento e posicionamento político. E a terceira tratou sobre o valor simbólico, para os familiares, presente naquela conquista obtida pelos alunos. Todos os pronunciamentos foram aplaudidos e emocionaram a todos. Depois de algumas horas de cerimonia, fomos todos liberados. Uhuuu!!! Estou finalmente formado. Vamos comemorar, pensei, mas essa é outra historia. (risos).

Maceió, 16 de dezembro de 2015

23 de dezembro de 2015

Cinco Artigos do Blog Arquiteto Versátil que mais se Destacaram em 2015


O Blog Arquiteto Versátil foi criando no dia 25 de agosto de 2015, mas sua primeira publicação ocorreu no dia 1 de outubro de 2015, devido à produção e planejamento do cronograma de postagem e os vários contratempos ocorridos neste intervalo. De lá para cá, foi publicado alguns artigos e também alguns vídeos. Selecionei alguns artigos que mais se destacaram no blog, para relembrarmos o que foi produzindo no Arquiteto Versátil para vocês em 2015.

O blog como foi dito no primeiro vídeo, busca tratar sobre o tema arquitetura, de forma a abordar os seguintes temas: negócios, projetos e narrativas. Ao longo desses poucos meses, pude mostrar um pouco do que o blog Arquiteto Versátil pretende, mas ainda não revelei o recheio. Pode esperar que 2016 estará cheio de surpresas, principalmente relacionados ao tema projetos.

O primeiro artigo selecionado trata-se das: Etapas Utilizadas por umArquiteto para a Realização de um Projeto, que busca revelar as etapas utilizadas por um arquiteto em seu trabalho. Buscarei mais a frente relevar o que um arquiteto faz. Essa é uma questão que muitas pessoas tem grandes dúvidas.

O segundo artigo trata-se dos: Itens Essenciais paraAcerta na Compra de um Terreno, que busca mostrar alguns itens que nós necessitamos observar antes de comprarmos um terreno ou um imóvel para que não haja erro ou equívocos.

O terceiro artigo trata-se do: Custo, Despesa, Perda eLucro: Conceitos Fundamentais para a Precificação de um Determinado Serviço ouProduto, onde busquei explicar sobre o que é custo, despesa, perda e lucro de forma que esses conceitos possam nos ajudar na compreensão de como iremos precificar nossos serviços e produtos que por ventura venhamos oferecer aos nossos clientes em nossa vida profissional.

O quarto artigo trata-se dos: Itens MasculinosEssenciais que Todo Arquiteto deve ter em seu Guarda-Roupa, onde revelo alguns itens que são essenciais no guarda-roupa masculino que todo arquiteto deve ter em seu guarda-roupa. A partir desses itens o arquiteto poderá criar sua composição visual, a depender da ocasião, poderá haver maior ou menor liberdade para compor sua identidade visual.

E para o último temos o artigo que trata-se dos: 10 Aplicativosque Todo Arquiteto ou Aluno de Arquitetura Deve ter em seu Smartphone, onde busco mostrar no artigo 10 aplicativos que todo arquiteto ou aluno de arquitetura deve ter em seu smartphone. Claro que há diversos outros aplicativos que deixei de fora, mas serão expostos em outros artigos ou vídeos mais a frente.

Esses foram nossos cinco artigos do blog arquiteto versátil que foram criados em 2015 e que mais se destacaram. Eles poderão lhe ajudar de alguma forma, em algum momento, não deixe de ler.

Gostaram deste artigo não deixe de compartilhar, comentar e curti. Para quem ainda não sabe temos um canal no youtube. Ainda não temos muitos vídeos, mas estamos nos planejando para que a produção dos vídeos seja constante e semanal, mas enquanto isso, visite o nosso canal e assista nossos vídeos. Não deixe de se inscrever, se ainda não for escrito. Até a próxima.

14 de dezembro de 2015

Itens Masculinos Essenciais que Todo Arquiteto deve ter em seu Guarda-Roupa

Itens Masculinos Essenciais que Todo Arquiteto deve ter em seu Guarda-Roupa

Pode parecer estranho falar sobre itens essenciais do guarda-roupa masculino em um blog que trata sobre arquitetura, no entanto, está bem vestido, ou melhor, está vestido adequado é primordial para um arquiteto. Seja na busca de um novo emprego (entrevista), seja em um encontro com o cliente, para tratar de negócios ou simplesmente ir a um evento de arquitetura. Não precisa está na moda, mas vestir-se adequado é extremamente necessário. Pensando nisso, resolvi listar alguns itens que são essenciais que todo arquiteto deve ter em seu guarda-roupa e que com eles poderá gera uma diversidade de combinações visuais (looks) para seu dia a dia como também para seu trabalho.

Camisa básica, Camisa Polo e Camisa Social

As camisas básicas, normalmente você utilizará em um ambiente mais descontraído. Dessa forma, você poderá escolher, camisas divertidas, com estampas diversas, mas prefira as que refere-se à arquitetura, podendo ser um edifício que gosta muito, uma ilustração, uma frase, mas que todas reflita seus pensamentos e atitudes naquele momento. Não vá escolher uma camisa que não sabe seu significado e mostre algo que você não é.

Já com relação à camisa polo, normalmente ela é utilizada em ambientes intermediários, que não são nem tão formal de mais nem tão descontraído. Escolha sempre uma camisa polo simples, sem muita informação ou símbolos. Cuidado com a composição e as cores que elas apresentam.

A camisa social também pode ser utilizada em ambientes tanto intermediários como formais. A camisa social pode ser usada tanto com blazer como sem, da mesma maneira com a gravata. Ambos os modos ficam muito bem em quem a utiliza. As camisas sociais há uma variedade de modelos, diferenciado por suas cores, padrões, tecido etc, mas não deixe de ter uma camisa azul ou branca em seu guarda-roupa, elas sempre se encaixa com qualquer composição.

Calça Jeans e Calça Social

A calça jeans é uma peça indispensável no guarda-roupa masculino. Há tanto as calças tradicionais como as mais criativas com diversas cores, cortes e composições, mas para que não tenha erro com relação ao ambiente busque sempre as calças jeans tradicionais, mas que tenha um corte e um caimento adequado a seu corpo. A calça jeans pode ser usada com os três tipos de camisas anteriormente tratados.

Já a calça social normalmente utilizada com a camisa social, mas também usada com camisa polo é usualmente utilizada para ambientes formais (tradicional), como ambientes intermediários. Há uma variedade de cores, tecido, etc., mas tenha sempre em seu guarda-roupa uma calça social preta, ela combinará com qualquer camisa, seja polo ou social, mas sempre busque ter um bom senso ao fazer as combinações.

Cinto

O cinto também é um item indispensável. Tenha sempre um por perto. Há uma variedade dele no mercado, diferenciado pelas suas cores, materiais, preços etc. O cinto deixou de ser um item que era utilizado somente para segurar as calças para ser um acessório que completa a composição visual. Normalmente são usados em combinação com o sapato, no caso, de uma roupa social, mas poderá ser mais criativo quando a situação for adequada e casual.

Tênis, Bota e Sapato Social

O tênis é um item que não sai de moda e é extremamente jovem. Normalmente utilizado para situações mais despojadas poderá ser utilizado no escritório e em seu dia a dia. A variedade de cores, formas, tamanhos e padrões, dará um leque maior para que o arquiteto possa utilizar sua imaginação para compor sua composição visual (look diário), para ir ao trabalho ou qualquer situação que achar necessária.

Já a bota é bastante utilizada quando o arquiteto está em campo, acompanhando o andamento da construção de um edifício, por exemplo. Além de ser um item que proporciona segurança para o arquiteto permite um visual altamente moderno e descolado. A bota oferece uma variedade menor de modelos e cores, mas a quantidade é suficiente para dá um up na composição visual de um arquiteto enquanto está na obra ou até em seu dia a dia se assim achar adequado.

O sapato social, normalmente são utilizados em situações específicas, por isso, não é um item muito utilizado no dia a dia de um arquiteto, mas já imaginou se você não tiver um guardado? Tenha um sempre guardado e sempre conservado, com graxa. Tenha um modelo confortável, mesmo simples, mas nunca totalmente liso, busque algum que tenha algum adereço para complementar a sua composição visual. A variedade que há no mercado, permite um grande leque de composições visuais para o arquiteto, mas ao adquirir um sapato social busque aquele que esteja em conformidade com seu estilo, mas ao mesmo tempo na moda, sei que é um item que irá usar raramente por isso, não utilize sapatos sociais desatualizados, poderá passar para as pessoas que você também está desatualizado.

Terno

O terno é uma peça que normalmente não vemos um arquiteto vestido, e também, não é uma vestimenta que o caracteriza, no entanto, haverá alguns momentos em que o uso de um terno será necessário. Por isso, é essencial ter um terno, tradicional, em seu guarda-roupa, além disso, nem sempre será necessário usar o terno inteiro, às vezes o uso do blazer, somente, será o suficiente, mas se o arquiteto é descolado e quer criar uma identidade visual diferenciada, poderá ousar, se assim for adequado. Tenha sempre cautela ao ousar em sua identidade visual.

Jaqueta e Suéter

Uma boa jaqueta de couro ou de material similar, sempre oferece ao homem um ar mais refinado. Quando se trata de jaqueta o homem está bem servido, há uma variedade incrível de jaquetas, mas também seu preço também poderá variar. Busque sempre comprar uma boa jaqueta. O preço será pequeno quando perceber que o investimento valeu a pena.

Já o suéter é um item que pode agregar valor a sua composição visual do arquiteto, em muitos casos pode ser usada sobre a camisa social e a gravata. Busque sempre um suéter simples, sem muita informação, mas se sua pretensão é usá-lo em um lugar mais casual, fique a vontade para escolher o suéter que mais desejar. O resultado final independente da escolha fica incrível, mas sempre tenha cuidado para não exagerar.

Gravata

A gravata é um item indispensável que normalmente é utilizado em conjunto com o terno, mas os arquitetos mais modernos poderá usar a gravata, somente, junto com a camisa social. O resultado final fica incrível. Além disso, há uma variedade de gravatas no mercado, diferenciadas por suas cores, padrões e forma. Tenham cuidado ao escolher uma gravata, na dúvida procure exemplos na internet, dicas e muito mais. Ao comprar uma gravata busque escolher aquelas que podem ser ajustada, dessa forma, lhe obrigará a aprender a fazer o nó, se já não souber.

Relógio e Pulseiras

O relógio é um item retrô, que não sai de moda. Mesmo havendo sua substituição pelos smartphones, as pessoas, não deixaram de usá-los, no entanto, houve sim uma queda do consumo quanto a esse item, por isso, atualmente as empresas de tecnologia, começaram a olhar para esse item com outros olhos, implementando a tecnologia dos smartphones, em um espaço, minúsculo, como um relógio, buscando retomar o uso do acessório novamente pelas pessoas.  Há no mercado uma variedade de relógios que um apaixonado por relógio poderá ficar na dúvida de qual levar. O relógio da mesma maneira que o sinto ele deve está combinando com a composição geral.

Já as pulseiras é um item que agrega valor ao visual masculino. É um item que também há uma grande variedade no mercado para que o consumidor possa optar por um que esteja dentro de seu estilo e seu patamar financeiro. Esse item pode ser usado junto com o relógio como separado, vai depender de seu gosto e da composição visual que quer transmitir.

Óculos

Um bom óculos sempre é necessário. Os óculos não é somente um item que irá compor sua identidade visual como também servirá para sua proteção, contra os raios do sol como também da poeira entre outras partículas a nossa volta. Busque sempre por um óculos que seja adequado ao seu rosto, na dúvida pesquisa, converse com um especialista, para não compre errado.

Mochila e Bolsa Carteiro

A mochila é um item mais casual, onde o arquiteto poderá levar para qualquer lugar seu material, com notebook, livros entre outros materiais. Busque adquiri uma mochila mais discreta, sempre almejando sua segurança e de seus pertences.

Já a bolsa carteiro é um item que proporciona um aspecto mais maduro para o arquiteto, por isso, busque comprar uma bolsa carteiro composta por um material diferencial como o couro, mas se não puder comprar, há no mercado bolsa carteiro composta por matérias similares ao couro. Além disso, há uma grande variedade de modelos que poderá se adequar ao seu estilo é só procurar com cuidado.

Portanto vimos neste artigo, alguns itens essenciais que deve haver no guarda-roupa de um arquiteto, seja para seu dia a dia, seja para trabalhar ou ir para alguma ocasião especial. Somente com esses itens o arquiteto poderá compor diversas combinações visuais (looks). Olha que nesse artigo não tratamos sobre os artigos de chapelaria, anéis, carteira, entre outros itens que compõe o guarda-roupa masculino.

Que item você acha que faltou nessa lista? Conte-me.

Não deixe de curtir, compartilhar e comentar. Dúvidas, sugestões deixe logo abaixo. Até a próxima.

11 de dezembro de 2015

Vídeo: 5 Livros da Minha Estante


Tenho o costume de acordar cedo e logo começar a fazer minhas tarefas diárias, no entanto, nesse dia, estava inquieto, por isso permaneci por mais um tempo deitado.

Sobre a cama, fiquei a pensar que assunto poderia ser bom para que eu pudesse gravar um novo vídeo para o canal. Durante um bom tempo as ideias que surgiram não foram muito adequadas para que eu pudesse gravar um vídeo, mas ao olhar para a velha estante que há em meu quarto, um estalo mental sugeriu sugerindo uma ideia que poderia vim a ser um ótimo vídeo.

A ideia era simples. Tinha que simplesmente selecionar alguns livros da minha estante que gosto muito e falar um pouco sobre eles no vídeo. Então imediatamente levantei da cama e os selecionei.

Depois de um breve café, iniciei a produção do vídeo. Foram mais de 20 minutos de gravação com 5 livros incríveis. Claro que ao editar o vídeo, o resultado final resultou em um vídeo menor que o original.

Então ficou curioso para conferir o resultado do segundo vídeo do canal. Confira agora. 


Gostaram do vídeo? Não deixe de compartilhar com os amigos, curti e se inscrever no canal. Até a próxima.

9 de dezembro de 2015

10 Aplicativos que Todo Arquiteto ou Aluno de Arquitetura Deve ter em seu Smartphone

10 Aplicativos que Todo Arquiteto ou Aluno de Arquitetura Deve ter em seu Smartphone

Para quem não conhece, a vida de um arquiteto ou de um aluno de arquitetura, não é fácil. Normalmente, além de produzir os projetos, ele necessita ter o maior controlo de seu tempo, arquivar cada material que foi sendo desenvolvido ao longo do processo projetual, depois apresentá-los aos professores e até para os clientes, além disso, terá que divulgar seus trabalhos de alguma forma para atrair futuros clientes ou até conseguir um bom estágio. Além disso tudo, ele precisa se comunicar durante todo o processo projetual, podendo ser, com os professores, colegas ou até com os clientes. Pensando nisso, resolvi selecionar alguns aplicativos que poderá auxiliar nas tarefas diárias tanto do arquiteto quanto de um aluno de arquitetura.

AutoCAD 360

O AutoCAD 360 é um aplicativo que permite que o arquiteto ou aluno de arquitetura, possa ter seus projetos no AutoCAD em sua mão para mostrar o andamento do projeto. No entanto, a versão gratuita o usuário poderá somente visualizar o projeto. Para que possa projetar ou realizar qualquer tipo de modificação terá que pagar pelo aplicativo. É uma ferramenta muito prática e carrega os arquivos em CAD com muita facilidade.

PadCAD

Para quem deseja produzir qualquer projeto na versão AutoCAD, o PadCAD é o aplicativo ideal. O aplicativo permite elaborar um projeto de forma bastante simples. O aplicativo também permite que o usuário importe arquivos de blocos para ajudar na elaboração dos projetos. No entanto, para que haja a exportação do arquivo final produzido terá que pagar pelo aplicativo.

SkethBook X

Já o SkethBook X é para os arquitetos e alunos do curso de arquitetura que adora desenhar. Nele é possível criar diversos desenhos. O aplicativo é bastante simples, mas fornece uma quantidade incrível de ferramentas que o usuário poderá utilizar durante a elaboração de seu desenho. O aplicativo fornece ferramentas que se assemelham muito com os editores profissionais e free como: Photoshop, Inkscape, Corel Draw entre outros. No entanto a versão gratuita é limitada, mas é possível fazer muita coisa nesta versão. Mas com a experiência de uso levará o usuário a pagar pela versão completa.

Planner 5D

O Planner 5D é um aplicativo que poderá auxiliar o arquiteto como também o aluno de arquitetura, durante seu processo criativo para a elaboração do projeto. O aplicativo é gratuito, e existe incialmente grandes limitações, mas ao cadastrar um e-mail válido, poderá aos poucos desbloqueando alguns itens que serão de grande ajuda na elaboração do projeto. Esse aplicativo poderá ser utilizado para elaborar uma versão similar do que o cliente quer, algo que pode ser feito em uma consultoria. Já com relação aos alunos de arquitetura, esse aplicativo poderá auxiliá-lo no desenvolvimento do projeto e durante o assessoramento, poderá realizar as modificações e imediatamente o professor poderá avaliar as mudanças.

Esse aplicativo tanto produz 2D quanto 3D. É surpreendendo o que ele pode fazer. Só faltou gerar ao fim do produto final uma versão em AutoCAD do projeto.

Há vários outros aplicativos com a mesma funcionalidade, mas com uma finalidade especifica, por exemplo, se você quer realizar um projeto de uma cozinha haverá um aplicativo específico para a sua criação, da mesma forma para criar um projeto de escritório, quarto, entre muitas outras opções. Essa versão que apresentei é mais genérica e apresentar um pouco das varias possibilidades que há nas outras versões mais específica.

Decibelímetro

O Decibelímetro é um aplicativo que é similar ao aparelho chamado decibelímetro. O aparelho serve para realizar a medição dos níveis de pressão sonora, da mesma maneira será realizado pelo aplicativo. Dessa forma, o aluno quanto o arquiteto, poderá usufruir de suas medições para avaliar, mesmo que de forma superficial, se o ambiente possui uma pressão sonora audível e que não causará futuros problemas ou se é inadequado à pressão sonora do local, para que possa determinar o que poderá ser feito para amenizar os futuros danos ou até exterminá-los.

Smart Measure

Todo arquiteto ou aluno de arquitetura sabe que ter uma trena que esteja sempre a sua disposição para que possa auxiliá-lo em suas tarefas diárias é sempre necessário. Por isso, esse aplicativo é interessante e muito útil. Esse aplicativo serve para ajudar na medição dos espaços que achar necessário. É bastante simples seu uso e seus resultados são bem aproximados, quando feito sem muita precisão, mas se houve uma precisão no levantamento das informações o resultado final das medidas serão precisas. Além disso, esse aplicativo tem a versão gratuita como também paga. Há uma diferença entre as duas versões, mas sua versão gratuita poderá ajudá-lo muito em um levantamento de medidas quando não tiver uma trena por perto.

Drive

O aplicativo Drive, referente ao Google Drive, fornece a mobilidade que todo aluno de arquitetura como o arquiteto almeja, para isso o aplicativo fornecesse algumas ferramentas que permite ao usuário, ter acesso a seus arquivos de texto, apresentação e até planilhas que estão em seu computador, além de poder criar e editar todos os arquivos que achar necessário. Todo isso é gratuito.  No entanto para ter o serviço, basta ter, somente, uma conta de e-mail no site do google. O Google Drive fornece uma memória inicial de 15 Gb, mas se houver a necessidade de ampliação de seu espaço interno, terá que pagar por essa expansão.

Instagram

O Instagram é um aplicativo que tem como objetivo compartilhar foto e vídeos. É um aplicativo muito útil tanto para o aluno de arquitetura quanto para o arquiteto. Onde através dele poderá não só divulgar seus trabalhos, como poderá observar diversos trabalhos realizados no mundo inteiro e toma-los como inspirações. O instagram, no rank ele é o primeiro colocado como aplicativo que trata de fotografia. Recentemente o instagram adotou os vídeos como meio para divulgar informações, no entanto há uma limitação de tempo para que o vídeo seja disponibilizado no aplicativo. São no máximo 15 segundos.

Whatsapp

O whatsapp é um aplicativo que permite ao usuário a troca de mensagem, vídeos, fotografias, realizar ligações e muito mais. Sem ao menos ter crédito no seu smartphone, basta está conectado ao wifi. No entanto este serviço não é gratuito, mas o valor pago pelo serviço é anual e é baixíssimo. Não é uma maravilha? Esse aplicativo poderá lhe auxiliar no processo projetual como também na comunicação com seus colegas de sala ou com os clientes e muito mais.

Planner Plus

O aplicativo Planner Plus, poderá auxiliá-lo bastante em suas tarefas diárias. Ele poderá ser uma possível ferramenta para amenizar sua falta de produtividade ou a falta de controle sobre o tempo, se você o tiver. Este aplicativo é incrível, além de ter sua agenda no próprio smartphone poderá tê-lo também em seu computador, quando quiser e na hora que necessitar, porque ele permite uma sincronização com a agenda do google, no entanto não escolhi o aplicativo do google chamado agenda, porque não permite a anotação de minhas tarefas diárias, uma função que utilizo diariamente e constantemente. Não sei vocês, mas para mim uma agenda tem que ter mais que a tarefa de agendar minha programação, ela tem que me auxiliar em minhas tarefas diárias e dessa forma poderei acompanhar meu andamento durante a semana, de forma que possa conferir o que eu produzir e se foi dentro do tempo planejado ou não. O aplicativo é super intuitivo, não precisa de muitos conhecimentos para utilizá-lo, é só baixar e sair usando.

Portanto esses são alguns aplicativos que utilizo e que podem lhe ajudar em suas tarefas diárias, seja como um arquiteto ou como um aluno do curso de Arquitetura.

Se você tiver alguma sugestão de aplicativos que vocês utilizam, ou alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo. Se gostaram desse artigo não deixe de compartilhar, com os amigos, colega do curso ou até para um colega arquiteto que se interessa pelo assunto.

Não deixe nos seguir nas redes sociais: Facebook, Twitter, Google+, Instagram e se inscrever no Canal do Youtube. Até a próxima.